segunda-feira, 19 de junho de 2017

Mulheres na história da Arte

Atividade: As Mulheres na História da Arte


1. Quais são as mulheres artistas que vocês conhecem?

Listar: 
Berthe Morissot
Frida Kahlo
Regina Duarte
Leila Puñloni
Vera Fisher
Tarcila do Amaral
Rita Cadilac
Mc Carol
Beatriz Milhasi
Ru Paul
Ludimila
Anitta
  
 






2. A Mulher na história da Arte Eurocêntrica:







3. A figura da mulher na pré história:


Escultura de uma mulher na pré-historia. Esta estatueta feminina é uma das mais antigas figuras humanas conhecidas:


Vênus de Willendor, 25000-20000 a. C. Estatueta de pedra de aproximadamente 11 cm. 

Museu de História Natural, Viena, Áustria(1908).

 

3.2 Mais sobre as primeiras aparições da mulher na história da arte:







4. Hannah Höck: 

Hannah Höch (1889-1978), artista alemã, foi uma das mais importantes representantes do movimento Dadaísta e, juntamente com Raoul Hausmann, com quem teve um relacionamento, foi pioneira na arte da fotomontagem











https://br.pinterest.com/fashionresource/hannah-hoch/

http://dadaoutrodada.blogspot.com.br/2013/09/colagem-esta-tecnica-tem-historia.html

http://dadaoutrodada.blogspot.com.br/2014/01/dada-arte-e-antiarte-resenha.html


4.2 Vênus de Hannah Höck:



Hannah Höch, O Único Doce (The Sweet One) 1926


Hannah Hoch, Colagem sem título, 1930 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Manefastos Dadaesmos no SIC XXVI UFRGS

Manefastos Dadaesmos - Manifesto Ecoaecoa Coletivo pela Escola Expandida 2.0
Sessão: Tecnologias Plurais Em Artes
Turno: 23/10/2014 Manhã
Local: 115 Salas de aula IFCH/Letras



Salão de iniciação Ciêntífica da UFRGS - 2014


Projeto Manefastos Dadaesmos -Salão de iniciação Ciêntífica da UFRGS em 2014: Granha destaque e é contemplado com o Prêmio UFRGS Jovem Pesquisador com melhor projeto na área Letras, Linguística e Artes.







http://manefastosdadaesmos.blogspot.com.br/2015/05/salao-de-iniciacao-cientifica-da-ufrgs.html

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Apresentação do Manefastos Dadaesmos em processo criativo no atelie Ecoaecoa:

Esta pesquisação surge como um reflexão crítica e propositiva sobre o processo criativo da Ecoaecoa coletivo e desdobra-se em uma proposta de atualização na pedagogia hacker-freiriana-dada-ecosófica com a qual propõe um novo projeto autoral elaborado a partir dos trabalhos anteriores: RPG Comunativo, MiMoSA Grio, Dada Outra Poesia, ZIP ZAP e Esporo Cacos em Ecos, que se desdobram agora em Manefastos Dadaesmos - Um manifesto pela Educação Expandida 2.0 que propõe o diálogo através de recortes, imagens, colagens e poesias, em uma rede de APREENDIZAGEM criativa que se expande através de publicações colaborativas feitas com a Editora Educadora Ecoaecoa. Ao reunir as colagens feitas entre grupos que participam da proposta, surge um material didático popular para que tanto valoriza os saberes comunitários como serve de ferramenta  para introdução da linguagem digital, imagética e crítica usando a tesoura como cursor de uma internet analógica em ação apreciação estética p2p.

domingo, 14 de setembro de 2014

Manefastos Dadaesmos participa da 15ª Mostra do IFRS PoA

Processo criativo da Ecoaecoa na etapa Manefastos Dadaesmos - Manifesto pela Escola Expandida 2.0, que será pré-lançado na 15ª Mostra de Pesquisa, Ensino e Extensão do IFRS Porto Alegre. Dia 15/09 às 14:30 horas, no IFRS PoA 


 


domingo, 29 de junho de 2014

Manefastos Dadaesmos – Manifesto Ecoaecoa Coletivo pela Escola Expandida 2.0

Manefastos Dadaesmos é uma interferência Dadá na pesquisação da Ecoaecoa Coletivo, que desde 2007 estuda, propõe e experimenta uma abordagem transdisciplinar para a aprendizagem criativa em artes visuais. Através da criação de jogos, dispositivos de criatividade e metodologias de aprendizagem criativa, são relacionadas principalmente as  temáticas: educação popular, artes visuais, cultura digital e ecosofia, que, por meio de  um tipo de ação autônoma, empreendedora e poético-transformadora de arte integrada que opera, interage e propõe diálogos criativos entre diferentes ambientes, linguagens e públicos. Ecoaecoa Coletivo é um ser coletivizante em  processo criativo autopoiético, que estimula a colaboração e geração de parcerias como a deste projeto, em que faço um link com a pesquisa sobre criação e uso de materiais didáticos e objetos de aprendizagem em processos de educação em artes visuais. Nesta etapa busco contribuir com a elaboração de propostas co-autorais que pensem a relação entre o fazer artístico e a educação, encontrando como principais referências teóricas, conceitos e obras de filósofos e educadores-críticos, tais como Félix Guattari, Paulo Freire, María Acaso e Stewart Home. Além dessas, elegi como referência imagética a obra da artista Dadá Hannah Höch, e seu trabalho com photocolage, como ponto de partida para a elaboração e experimentação de um recurso pedagógico criado para propor o diálogo através de imagens entre grupos de contextos distintos, inicialmente em Porto Alegre. Um grupo é de crianças de uma escola pública da Restinga; outro, de artistas e educadores ligados à Casa de Cultura Mário Quintana; e um terceiro, ligado a um trabalho de educação popular. O diálogo entre esses contextos se dá através da sugestão de temas a serem vistos-fotografados, tanto no ambiente cotidiano, como em livros e revistas de bibliotecas públicas e pessoais. Essas fotos, ao serem compartilhadas, vão sendo repensadas e editadas em um jogo de recortes e colagens analógicas e digitais. Através do uso de aplicativos livres é desenvolvido, posteriormente, um diálogo verbal-imagético com proposições que partem das identidades individuais para o encontro de identidades coletivas elaboradas em co-autoria, para então ser finalizado em uma editoração e publicação analógica (como livreto-revista-zine) e digital (na plataforma livre para gestão compartilhada de conteúdos multimídia com semântica espacial FIC - fronteirasimaginárias.org). Também há uso de um blog como ambiente de compartilhamento e difusão de conteúdos e imagens entre os grupos. Como resultado se tem uma publicação que reúne a compilação dos conhecimentos e conteúdos gerados com autoria coletiva e editorado com a Editora Educadora Ecoaecoa como um manifesto-objeto de aprendizagem, ou seja, um Manefasto Dadaesmo pela Escola Expandida 2.0